Fazer uma gestão de projetos é muito importante para garantir o sucesso dessa empreitada. Como são utilizados recursos financeiros e humanos, a falha de um projeto pode colocar a empresa em apuros. Por isso, além de saber o que deve ser feito você também deve prestar atenção aos sinais de que o fracasso se aproxima. Para entender mais sobre o assunto, veja a seguir 5 sinais que o seu projeto pode fracassar.

Não há objetivos claros

Todo projeto de sucesso começa com objetivos claros. O motivo é bem simples: se você não sabe aonde deseja chegar, qualquer caminho vai servir — e os resultados acabam não aparecendo. Por isso, se um projeto está sendo executado e não há uma compreensão profunda e unificada do que se espera com cada ação, é muito provável que o projeto não dê certo.

A liderança é fraca

A liderança é um elo importante para a maioria dos projetos. É ela quem liga os objetivos do negócio a quem vai executá-los e também quem garante que tudo corra dentro do escopo do projeto — que, se não foi documentado, aumenta as chances de fracasso. Se a liderança é fraca, então toda a execução do processo é fraca, descoordenada e sem estrutura. Caso a liderança não assuma seu papel de responsabilidade, as chances de projeto não vingar são imensas.

Não há comunicação entre as partes

Um projeto de sucesso é aquele que conta com o trabalho em equipe e com a colaboração de todos os envolvidos. É somente com esse tipo de cuidado que é possível, efetivamente, construir os resultados desejados. Porém, o trabalho colaborativo só acontece quando há um canal de comunicação claro, aberto e sem ruídos. Sem comunicação da alta direção com a liderança e sem comunicação da liderança com a equipe, cada um age por conta própria e os resultados esperados dificilmente serão atingidos.

As formas de controle não são usadas adequadamente

Qualquer projeto precisa de controle para dar certo. Basta uma desatenção para o orçamento estourar ou para o prazo se tornar sinônimo de atraso. Essas falhas encarecem o projeto e, muitas vezes, chegam a inviabilizá-lo. Se as ferramentas de controle não são adequadas ou são usadas da forma errada há pouca visibilidade sobre andamento do projeto. Com isso, não é possível avaliar quão distante se está dos objetivos, o que, por sua vez, impede modificações necessárias para o sucesso.

As mudanças não são geridas adequadamente

Um escopo não deve ser uma ferramenta sólida e que não pode se transformar. Em vez disso, o ideal é que ele seja tão flexível quanto o que for necessário e possível durante a execução. Dito isso, um projeto provavelmente vai fracassar se fizer mudanças demais sem nenhum controle, análise e documentação. Se, no final, ele der certo, ele não se torna repetível, já que com tantas mudanças se torna impossível saber o que efetivamente funcionou.

Ainda que esses sinais possam aparecer e o projeto dar certo mesmo assim, é bastante improvável que isso aconteça. Por isso, se notar qualquer um desses sinais, mais de um ou todos eles é fundamental começar a agir para contornar a situação e aumentar as chances de sucesso com o projeto. Para acertar na gestão, aproveite para conhecer o curso de Gestão de Projetos e garanta os resultados.

Ricardo A. M. Barbosa é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, professor de programas de pós-graduação em conceituadas instituições de ensino, Consultor em Gestão de Projetos há 15 anos e já atuou como executivo em grandes empresas como Ernst & Young Consulting; Wurth do Brasil; Unibanco; Daimler Chrysler.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

*