A metodologia de Balanced Scorecard é muito importante para implementar mudanças no negócio, assim como para fazer um acompanhamento mais estratégico que leve à obtenção de resultados. Mesmo sendo bastante eficiente, a taxa de projetos do tipo que terminam falhando é consideravelmente alta, desperdiçando recursos e oportunidades dos negócios. Para que a sua empresa não se veja nessa situação, conheça a seguir os principais motivos que levam à falha de projetos do tipo.

O negócio não possui uma visão definida

Uma das maiores características do Balanced Scorecard é a tradução estratégica da visão da empresa em quatro perspectivas diferentes. Por meio dessa tradução é possível ver quais são os pontos que mais influenciam o negócio e o que está diretamente ligado ao seu sucesso. Diante disso, é fácil entender que um projeto de Balanced Scorecard não será bem-sucedido se a empresa não tiver uma definição clara e ampla de quais são os seus valores.

Não há comunicação clara da estratégia

Não adianta o negócio ter valores corretamente traduzidos em uma estratégia se todos não tiverem pleno conhecimento do que precisa ser feito e de quais são os objetivos de maneira geral. Com isso, muitos projetos falham devido à falta de uma comunicação interna integrada e com bons resultados. É preciso que a alta direção comunique a estratégia para gerentes e líderes de equipe, assim como é preciso que haja uma comunicação horizontal entre a equipe. Somente assim há uma sinergia em busca dos resultados esperados.

Os envolvidos no processo não são capacitados

Por mais versátil que a metodologia seja, ainda assim é necessário que os envolvidos tenham pleno conhecimento sobre o que fazer e como colocá-la em prática. É preciso que todos tenham conhecimento sobre as perspectivas, assim como sobre como colocá-las em ação. Na prática, contudo, não é isso o que acontece. Muitas vezes são selecionados profissionais que não estão prontos para participar de um projeto desse tipo. Isso gera falhas de comunicação e falhas de atuação como um todo, levando ao insucesso do projeto de maneira geral.

A importância do feedback é ignorada

Um projeto de Balanced Scorecard não é uma unidade estanque, que uma vez que seja implantado age por si só. Ele, na verdade, está diretamente ligado ao processo contínuo de aprendizado interno, convertendo informações em inteligência de mercado e apoiadores da tomada de decisão. Com isso, quando o feedback é ignorado ou subutilizado, o resultado é que o projeto de BSC vê suas chances de ser bem-sucedido serem reduzidas consideravelmente. Em vez disso, é preciso que haja uma análise contínua de feedback, inclusive em relação a dados, de modo a originar transformações positivas.

Há pouco engajamento e integração

O projeto de Balanced Scorecard não funciona apenas para um único setor. Justamente por trazer quatro perspectivas é que ele se relaciona diretamente à integração entre partes do negócio para ser bem-sucedido. O problema acontece justamente quando no desenvolvimento e na implantação do projeto somente um setor é considerado. Sem integração, as chances de falha são imensas. Mesmo quando há integração entre setores pode ser que não haja esforços suficientes para gerar engajamento. Diante disso, é fundamental que toda a gestão se preocupe em envolver todas as pessoas para que o processo ofereça os resultados desejados.

Projetos de Balanced Scorecard normalmente falham devido à falta de atenção aos pontos mais importantes da metodologia: tradução de valores, comunicação e integração. Ao conhecer esses erros, fica mais fácil fazer uma implantação de sucesso no seu negócio.

Ricardo A. M. Barbosa é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, professor de programas de pós-graduação em conceituadas instituições de ensino, Consultor em Gestão de Projetos há 15 anos e já atuou como executivo em grandes empresas como Ernst & Young Consulting; Wurth do Brasil; Unibanco; Daimler Chrysler.

Já que a capacitação é fundamental para o sucesso de projetos do tipo, aproveite para conhecer e fazer o curso de Balanced Scorecard.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

*