O departamento de compras

O departamento de compras é importante para o funcionamento e continuidade do seu negócio e para que ele ofereça os resultados esperados é necessário que haja um gerenciamento adequado. Apesar disso, muitas empresas ainda não se atentaram para o fato de que esse departamento possui, sim, uma atuação mais estratégica e fundamental para o negócio.

O resultado do mau gerenciamento de um departamento de compras dentro da organização você confere no artigo a seguir. Leia o post, e veja tudo o que não deve fazer!

Perda de rentabilidade para a empresa

Uma gestão estratégica de compras ruim faz com que a empresa sofra graves problemas de rentabilidade. Sem uma gestão de contratos, por exemplo, a empresa não analisa corretamente como são as parcerias firmadas com fornecedores, o que possivelmente faz com que a empresa deixe de aproveitar boas oportunidades de negócio.

A inexistência de uma gestão de relacionamento com fornecedores, inclusive, impede que a empresa obtenha vantagens importantes na hora de adquirir os produtos para a empresa, evitando que sejam obtidas melhores condições de preço ou de entrega, por exemplo.

Problemas com o abastecimento

O abastecimento da cadeia de suprimentos — ou supply chain — é de responsabilidade do setor de compras. Sem uma gestão de compras adequada, o resultado é que a empresa pode sofrer com um dos dois problemas: ou um estoque pequeno demais ou um estoque grande demais.

Um estoque pequeno demais leva à condição de desabastecimento, o que faz com que a empresa deixe de aproveitar oportunidades de vendas praticamente consolidadas. Além disso, o desabastecimento impacta também a cadeia produtiva, se for o caso, o que leva à queda de produtividade.

Já o estoque grande demais leva a problemas como perda de liquidez e imobilização de capital de maneira geral.

Dificuldades em atender às demandas do mercado

Uma falta de acompanhamento dos indicadores de desempenho em compras impede que essa gestão atue de maneira a atender às necessidades do mercado. Caso haja uma demanda imprevista e sazonal, por exemplo, o departamento não tem no que se basear para tomar decisões se não tiver uma análise desses indicadores.

Como resultado, a empresa deixa de contatar um fornecedor flexível e que poderia atender a essa demanda de maneira satisfatória. O resultado é que não apenas o negócio deixa de aproveitar oportunidades de vendas como também perde o posicionamento perante o mercado.

Perda de vantagem competitiva e de posicionamento

Por falar em posicionamento, a empresa também sofre em manter seu lugar no mercado ao não ter uma gestão de compras adequada. Isso se dá basicamente devido ao fato de que a empresa não consegue oferecer adequadamente ou de maneira rentável os itens necessários para seu mercado.

Além disso, há também uma perda de vantagem competitiva. Ao mesmo tempo em que sua organização não possui um bom gerenciamento desse tipo, outras empresas concorrentes se aprimoram cada vez mais em usar a gestão de compras de maneira estratégica — na chamada strategic sourcing. O resultado vem em queda de vendas, lucratividade e relevância para o negócio.

A perda de rentabilidade, de atuação estratégica e competitiva e a dificuldade em atender à demanda são alguns dos principais impactos negativos de um mau gerenciamento no departamento de compras e que exigem que o seu negócio dê a atenção devida a esse setor.

Um gerenciamento do departamento de compras, inclusive, permite que sua organização lide de maneira melhor com a crise. Sobre esse assunto, leia esse post e confira sete dicas para que o negócio possa ultrapassar o momento desfavorável de uma crise!

Ricardo A. M. Barbosa é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, professor de programas de pós-graduação em conceituadas instituições de ensino, Consultor em Gestão de Projetos há 15 anos e já atuou como executivo em grandes empresas como Ernst & Young Consulting; Wurth do Brasil; Unibanco; Daimler Chrysler.

DEIXE UMA RESPOSTA

*