Innovia Training & Consulting - Especialista em Treinamento e Consultoria Empresarial
Buscar

Peter Drucker

Se coloco uma pessoa em um cargo e ela não se desempenha bem, cometi um erro. Não posso culpar a pessoa.
"Como tomar decisões sobre pessoas" HBR Julho - Agosto 1985"

Novembro marcou o centésimo aniversário de Peter Drucker, chamado de colaborador emblemático por Adi Ignatius, editor-chefe da Harvard Business Review.

Drucker tinha a extraordinária capacidade de enxergar o todo e via com clareza os desafios que o executivo enfrenta na vida real, completa Ignatius.

A professora da Harvard Business School, Rosabeth Moss Kanter, em artigo "O que diria Drucker?", procura imaginar o que Drucker diria da última crise econômica: "Bem que avisei!", comenta a professora.

Ainda na década, Drucker avisara que a empresa pagaria um preço alto por deixar o salário de executivos fugir ao controle e por criar sistemas de remuneração que incentivam o gestor a assumir riscos desmedidos e a se ater demais ao curto prazo.

Outra questão abordada por Drucker e relembrada por Rosabeth Kanter, é que a indústria automobilística americana entraria em colapso se não se reinventasse.

Também alertou que países em desenvolvimento um dia desafiariam o domínio americano no mercado mundial.

Ainda neste miniespecial publicado na HBR sobre Drucker, um artigo inédito na edição brasileira, publicado originalmente por ocasião de seu 70o. aniversário, "Por que ler Peter Drucker?", escrito por Alan Kantrow.

O que diria Drucker?

Peter Drucker previu muitos dos desdobramentos mais importantes para a economia e a gestão em nossos tempos, incluíndo a revolta da sociedade com o salário exorbitante de executivos em muitas partes do mundo e o desafio ao poderio econômico dos EUA.

Que conselho Drucker daria a dirigentes empresariais na atual conjuntura?

Rosabeth Kanter arrisca:

* Promover a autoregulamentação (e assim evitar o excesso de controle pelo poder público);

* Reformar o sistema de remuneração de executivos;

* Profissionalizar o conselho de administração e

* Pensar além da soberania nacional para solucionar problemas ambientais.

E ainda, em tempos turbulentos, visão de longo prazo é essencial, diria Drucker.

Fonte: Harvard Business Review, Novembro 2009

P.S: Boa leitura para profissionais, executivos, empresários, empreendedores, estudantes de graduação e pós-graduação, que assim podem entender a importância do mestre, nas palavras de A.G.Lafley, presidente do conselho de administração da Procter & Gamble, "aprendi muito com Drucker ao longo dos anos, mas o mais importante foi, de longe, o mais simples: O propósito de uma empresa é criar um cliente e uma uma empresa (...) é definida pela necessidade que o cliente satisfaz ao comprar um produto ou serviço. Satisfazer o cliente é a missão e o propósito de toda empresa".

Alfredo Passos

 

Calendário

 

Dúvidas

Chat Online


Clientes

Enquete

Qual o fator de decisão mais importante na contratação de uma empresa de treinamento?






    Mostrar Resultados