Os indicadores de desempenho de Recursos Humanos servem para dar um direcionamento para a gestão sobre o que precisa ser feito para que a empresa atinja melhores resultados. Essa conquista só é possível se houver aderência e participação dos colaboradores, então esses resultados também devem dizer respeito aos funcionários.

Por isso, veja a seguir quais são os indicadores mais efetivos nesse setor e entenda os resultados fornecidos por eles.

Taxa de absenteísmo

A taxa de absenteísmo diz respeito à quantidade de faltas ou abstenções que ocorreram dentro de um determinado período de tempo. Se a empresa tem 100 funcionários e 5 faltaram ao longo de um mês, a taxa de absenteísmo é de 5% para aquele período, por exemplo.

Da mesma forma, dá para fazer uma medição individual: se um funcionário deve trabalhar 20 dias e passou 1o dias afastado em um mês, então sua taxa de absenteísmo é de 50%.

Quanto maior for a taxa de absenteísmo, mais preocupante ela é já que leva a quedas nos níveis de produtividade e aumento de gastos. Se essa taxa está fortemente relacionada à afastamentos médicos, há problemas ligados à segurança e ao ambiente de trabalho.

Índice de rotatividade

O índice de rotatividade ou turnover diz respeito à quantidade relativa de colaboradores que deixaram a empresa dentro de determinado período. Se em 3 meses 10 de 100 colaboradores foram substituídos ou deixaram a empresa, o turnover é de 10%. Embora essa taxa nunca chegue a zero em períodos mais longos, seus valores elevados indicam que a empresa está falhando em ser atrativa e em reter talentos.

Além disso, há custos novamente relacionados à produtividade, assim como em relação à necessidade de realizar novos processos seletivos.

Índice de satisfação dos colaboradores

Outro indicador de desempenho RH efetivo diz respeito ao índice de satisfação dos colaboradores. Em geral, esse índice é calculado mediante a coleta de opiniões por parte dos próprios colaboradores, que indicam o quão satisfeitos estão com determinadas questões apresentadas — como salários, jornadas e treinamentos, por exemplo.

Quanto mais alto for esse índice, mais assertiva é atuação do setor de RH e, principalmente, maior é a motivação dos colaboradores. Assim, a empresa se beneficia de desempenho elevado quando esse índice está aumentado.

ROI de treinamentos

O Retorno sobre Investimentos (ROI) é uma das métricas mais importantes em qualquer setor e pode ser aplicado nos Recursos Humanos em relação aos treinamentos.

Isso significa medir, por exemplo, quais foram os ganhos gerados pela nova qualificação de um grupo de colaboradores. Quanto maior é o ROI, mais adequado é o treinamento e mais benefícios ele gera para o empreendimento. Por outro lado, um ROI nulo indica que houve um gasto sem qualquer benefício e, mais do que isso, que gerou prejuízos para o negócio.

Lucro por empregado

Não menos importante, é vantajoso considerar qual é o lucro por empregado. Para fazer isso, basta dividir o lucro em determinado período pelo número de funcionários. É possível, também, fazer uma análise referente a cada funcionário para entender a diferença entre hierarquias e qualificações, por exemplo.

É natural que um resultado baixo desse indicador indique que ou o desempenho está aquém do esperado ou então que o contingente de funcionários está excessivo ou mal distribuído.

Da mesma forma, é preciso ter cuidado com a análise inversa: um valor elevado pode significar simplesmente uma quantidade muito pequena de funcionários, exigindo adaptações para que os outros indicadores também se beneficiem.

Desde a taxa de absenteísmo até o lucro por funcionário é importante conhecer os principais indicadores de desempenho em Recursos Humanos. A avaliação constante desses índices e sua utilização na tomada de decisão são, portanto, boas práticas da gestão nesse sentido.

Ricardo A. M. Barbosa é diretor executivo da Innovia Training & Consulting, professor de programas de pós-graduação em conceituadas instituições de ensino, Consultor em Gestão de Projetos há 15 anos e já atuou como executivo em grandes empresas como Ernst & Young Consulting; Wurth do Brasil; Unibanco; Daimler Chrysler.

Tem alguma dúvida sobre esses indicadores? Aproveite para comentar! Ah, aproveite também para acompanhar nossos artigos sobre gestão de RH, muito conteúdo para você se informar.

DEIXE UMA RESPOSTA

ERROR: si-captcha.php plugin: securimage.php not found.